E se pudéssemos criar produtos, processos e sistemas seguros e saudáveis para o ser humano e a natureza, eliminando o conceito de lixo?

Inscreva-se aqui.

Neste workshop Léa Gejer e Carla Tennenbaum apresentam os princípios da metodologia de design Cradle to Cradle® (C2C), ou de Berço a Berço, e da proposta de uma Economia Circular, que vêm se popularizando pelo mundo nas últimas décadas. A partir desse pensamento, podemos ir além da ideia convencional da sustentabilidade como minimização de impactos negativos, focando no processo de design ao invés do gerenciamento de riscos e resíduos, de forma a gerar efeitos positivos tanto para o usuário quanto para a biosfera.

Aqui no Viveiro – Rua Wisard, 44 Vila Madalena

13/agosto, 10h às 17h.  R$210,00. Inscrições neste link.

Para saber um pouco mais sobre lixo nesta visão

Cradle to Cradle® tem sido considerada uma metodologia poderosa de ir além do pensamento de sustentabilidade. É uma forma de atuação que se alinha com a necessidade de produção, mas propõe o pensamento de ciclos materiais especialmente desenhados para que não haja perda, e preza pela escolha de materiais seguros à saúde e ao meio ambiente.

Cradle significa berço. A ideia é que os recursos sejam usados numa lógica de criação e reutilização em que cada início de ciclo é um novo ‘berço’ para aquele material. Esta é a metodologia que está por trás da palavra “upcycle”, um dos ícones da ideia do Cradle to Cradle® – ou C2C, como ficou conhecido no Brasil. O conceito foi criado pelo engenheiro químico alemão Michael Braungart e pelo arquiteto norte-americano William McDonough.

A proposta é otimizarmos produtos e sistemas para ciclos biológicos e tecnológicos, permitindo que os materiais sejam reutilizados indefinidamente e circulem em fluxos seguros e saudáveis. Desta forma, tudo pode ser ‘desmontado’ e reintroduzido no mesmo ciclo ou usado em um novo desenho. Nesse entendimento não há fim, nem perda. Se produtos, fábricas e cidades são criados de forma inteligente, não é necessário pensar em termos de desperdício ou contaminação. Esse conceito de design integrado vai além da sustentabilidade e propõe um futuro de abundância, e não de escassez.

A metodologia C2C já foi adotada por empresas como Puma, Philips e Alcoa, e inspirou a arquitetura e o desenvolvimento urbano de regiões da China, EUA, Holanda e Dinamarca. A Economia Circular, que resulta da aplicação desses princípios em uma escala mais ampla, vem sendo utilizada mundialmente como parâmetro de iniciativas empresariais e políticas públicas.

Neste workshop iremos discutir formas de irmos além da sustentabilidade e de criarmos as coisas de forma diferente, colocando em pauta a inovação e a qualidade de forma a gerar efeitos positivos em nossas áreas de atuação.

Para mais informações sobre o curso e os conceitos:

www.ideiacircular.com.br

www.flockcircular.com.br

www.caobaum.com

Related Projects